• Sou fã desta dama corajosa que não se esconde atrás de heterônimos ou metáforas para fazer aflorar seus sentimentos eróticos. O erotismo tem que ser observado como parte do quotidiano do ser humano normal, exatamente como o sente a poetisa supracitada. PARABÉNS!