Ser, ter e renascer

Se você está em um caminho de busca, provavelmente já se deu conta da diferença entre alguém que quer ser uma pessoa melhor daquela que quer ter algo melhor. Por algum motivo especial, isso me lembrou da Páscoa. O evento, ora associado ao cristianismo, ora ao coelhinho da Páscoa (comercial), vai muito além do que pode ser feito dentro de nós mesmos para SERMOS alguém diferente. Não é o TER um final de semana de luxo em Gravatá ou GANHAR diversos bombons. Vamos resignificar a Páscoa em nós, mesmo que não sejamos cristãos.

Pessoalmente, eu fui educada em colégio católico. Tinha missa e todos os rituais para aprender sobre o sofrimento de Cristo durante a Semana Santa. Mas, olhando para essa história com um pouco mais de distância, sinto que a ideia de salvação, sofrimento e culpa não me traz nenhum alívio, visto que a ideia é sentir o que ele sentiu. Prefiro pensar na metáfora do renascimento, mesmo porque a lição deixada por ele me lembra muito mais o amor e a compaixão pelo próximo do que qualquer outra coisa.

Jejuar sem querer crescer, deixar de comer carne ou ir à missa sem se apropriar de significados são atitudes que não vão fazer a menor diferença para seu crescimento.

Nós, a cada dia, temos esse poder de amar, ficar compadecido e, principalmente, renascer, mesma que seja só um tiquinho de cada vez. E não é tão difícil. Basta querer tirar um momento do dia e nos avaliarmos. Na medida em que o autoconhecimento vai crescendo, vamos nos transformando. O ato de pensar em nossos erros, acertos e no nosso crescimento, se nós quisermos mudar para melhor de fato, é o meu entendimento sobre esta Páscoa.

Então, tire meia horinha do seu dia nesse feriado. Depois de um banho quente, sente-se ou deite-se em um ambiente agradável, ponha uma música que lhe acalme, ligue seu incenso ou use uma boa essência. Não tem nada disso? Use um creme de massagem e apenas encontre o seu próprio jeito de ficar APENAS com você mesmo. Feche os olhos e pense no que você quer mudar. Deixe claro para sua consciência: – eu quero transformar o meu eu, quero ser assim ao invés de assado e, dessa maneira, serei uma pessoa melhor para mim e para os demais. Faça isso em um ambiente calmo e sinta as mudanças acontecerem no seu coração. Na medida em que for falando, imagine uma luz lilás, que é transformadora, e respire lenta e profundamente. Lilás, lilás e lilás. Essa luz deve entrar em todo o seu corpo e aura enquanto você inspira e expira profundamente.

Sinta o lilás. E sorria.

Uma feliz Páscoa dentro de você, renovado, renascido. Depois nos conte como foi.

  • Selma Silva

    Camila
    Gostei da sua indicação de meditação para está pascoa, é importante nos recolhermos para um momento de reflexão. Diante de tantos acontecimentos que nos norteiam o tempo todo. Precisamos sim, parar e refletir. E nada melhor do que esse período da Pascoa no seu sentido de renascimento, de desprendimento e de construção de algo melhor dentro de nós mesmos. Que Deus nos proteja sempre.
    Obrigada