10º Café Cultural Fafire discute cinema alemão

Dos densos “Lili Marlene”, de Rainer Fassbinder e “Nosferatu”, de Wagner Herzog ao contemporâneo e de fácil digestão “Adeus, Lênin”, de Wolfganger Becker. Do Cinema do III Reich ao cinema livre pós-guerra, que brilhou nas telas dos anos 60 e 70. Dos clássicos, vanguardistas e aqueles da extinta Alemanha Oriental, da Guerra Fria, ao novíssimo cinema alemão. Da Alemanha para Hollywood, com Wim Wenders. Os mais de 50 anos da sétima arte germânica estarão em discussão no dia 28 de abril no X Café Cultural Fafire, que acontecerá no Centro Cultural Brasil-Alemanha (CCBA), às 17h, com entrada franca e aberta ao público.

Com o tema “Cinema em Conexão: Pernambuco e Alemanha”, o evento será debatido pelos cineastas e jornalistas Kléber Mendonça e Geórgia Alves e pela acadêmica Ângela Prysthon, da UFPE, com a mediação do professor Alexandre Furtado, da Fafire. Kleber é correspondente local da Berlinale, o maior festival de cinema da Alemanha e um dos mais famosos na Europa e Estados Unidos, além de diretor do filme “eletrodoméstica”. Geórgia foi premiada no Cine PE 2010 com menção honrosa no pelo seu “O Triunfo”.

O Café Cultural Fafire está comemorando seu primeiro ano de fundação em maio, sempre com formato de encontros temáticos e itinerantes, coordenados pelo professor e escritor Alexandre Furtado, através do Nupic – Núcleo de Pesquisa e Iniciação Científica da Fafire. Os eventos também são a oportunidade para lançamentos de livros, CDs, workshops e apresentações culturais. Outras informações pelo 2122-3534.

DICA DE FILME

Corra Lola, Corra (Lola Rennt, Alemanha, 1998). Direção e Roteiro: Tom Tykwer. Elenco: Franka Potente, Moritz Bleibtreu, Herbert Knaup, Nina Petri. Drama/ Ação. 140 min. (Colorido).

Nosferatu (Nosferatu, Eine Symphonie des Grauens, Alemanha, 1922). Direção: F. W. Murnau. Roteiro: Henrik Galeen (baseado na obra de Bram Stoker). Elenco: Max Schreck, Gustav von Wangenheim, Greta Schröder, Alexander Granach. Drama. 94 min. (Preto e Branco/ Mudo).