Nada de catucar espinha e cravo em casa!

Quem já fez, sabe. Uma boa limpeza de pele, além de retirar as impurezas do rosto, deixa para trás cravos, espinhas e a tão irritante oleosidade da pele. Muita gente, com preguiça de ir ao esteticista, ou porque não dispõe de recursos para tal, cuida do rosto apenas em casa, mas, sem a devida atenção. Isso pode se tornar um transtorno e danificar a pele mais ainda. Pensando nisso, trouxemos umas boas dicas para quem quer dar um grau no rosto com o maior amor a este órgão protetor e que merece todo o nosso cuidado.

Na Clincenter, clínica de estética na Zona Norte do Recife, Taciana Andrade, esteticista há quase dez anos, explica que alguns passos são tomados ao longo do tratamento. É preciso, antes de tudo, com higiene, amolecer a pele com cremes específicos e vaporização e, após isso, expulsar as impurezas com o maior cuidado para não machucar. Em seguida, uma cauterização profissional e o uso contínuo de proteção solar, já que os poros estão bem abertos. Segundo Taciana, é muito importante realizar a manutenção pelo menos uma vez ao mês, especialmente quem tem a pele mais oleosa. Já para as peles mais normais, com poucos cravos e espinhas, uma limpeza de três em três meses, em geral, é suficiente.

É importante lembrar que, caso você tenha o costume de estourar espinhas e retirar cravos em casa, pense duas vezes antes de fazer isso. Sem a pele amolecida, fica difícil retirar os cravos sem machuca-la. Na clínica, com produtos e equipamentos profissionais, esse risco é bastante minimizado. Além disso, vale salientar que o profissional usa luva e algodão, pinças esterilizadas, diferente da maioria das “limpezas domésticas’’, que podem até infeccionar e piorar a situação. Por isso, prevenção é a palavra de ordem quando a ideia é cuidar da pele em casa. As dicas são: beber bastante água e se alimentar bem, com comidas saudáveis. Esses cuidados vão ajudar a manter a pele bem viçosa e com um brilho diferenciado.

Cenoura é um dos melhores alimentos para isso, por conta do betacaroteno, inclusive, a raiz ajuda a manter o bronzeado do sol mais duradouro e natural. O sol, como se sabe, faz mal para a pele. Se tiver opção de ficar na sombra, aproveite. E uso um bom filtro solar diariamente. Alguns produtos podem ajudar a manter a pele saudável: esfoliantes, hidratantes e o já citado protetor solar. Mas, para saber qual o produto indicado para cada tipo de pele, é preciso consultar um dermatologista. Porém, a Revista Zena traz uma dica bem simples pra você: produtos de bebê para cabelo e pele são ótimos! Tem uma quantidade de produtos químicos bem reduzidos. E você, que dicas traz pra gente?

  • Sabiá

    Há milhares de anos que o ser humano cuida da sua higiene por conta própria. Vir aqui dizer que “Muita gente, com preguiça de ir ao esteticista, ou porque não dispõe de recursos para tal, cuida do rosto apenas em casa, mas, sem a devida atenção” é a maior bobagem que já li! Ok, ir ao esteticista uma vez ou outra, tudo, agora querer fazer os leitores acreditarem que é obrigação, aí já é cara de pau deslavada! Mas pronto, o artigo deixa claro que é apenas propaganda para a Clincenter.

  • Camila Ribas

    Olá, caro Sabiá. Obrigada pela visita.
    Nós não trabalhamos com propaganda, fazemos trabalho por vocação e doação, não há problema algum em citar o local da entrevista, é praxe comum em qualquer veículo. Na matéria, além de informarmos sobre a possibilidade (sim, bem-vinda) de limpar a pele profundamente com profissionais especializados, damos algumas dicas para manter uma pele bonita. Como diz a matéria, esses profissionais podem evitar até infecções, se bem preparados. Beber água e se alimentar bem são algumas opções para o bem da pele, o que torna a ida ao esteticista não obrigatória. É uma profissão antiga, com adeptos que atestam sua segurança, mas não dizemos que é obrigatório e sequer acreditamos nisso, é só uma dica. O ser humano sempre contou com ajuda profissional para cuidar de sua saúde e isso é ótimo. Temos certeza que você entendeu o o recado, que é cuidar bem da saúde.
    Abraços cordiais.