As super mulheres e a desvolução masculina

Das inúmeras características femininas, somente uma eu abomino profundamente: O cheiro de mulher. Esse perfume doce e sedoso me dá uma náusea triste. Talvez por este motivo eu não seja gay, nem nunca tenha vivido experiências homossexuais. De resto, pra mim, as mulheres são as criaturas mais encantadoramente lindas e complexas da humanidade. Mais do que os lêmures, as borboletas e até mesmo as girafas, com seus pescoções elegantes e toda aquela altivez. O negócio é que venho percebendo um fenômeno negativo desenhado na alma de Vênus. As meninas têm passado por um conflito no quesito emocional, uma oscilação entre o que se é e o que se gostaria/ ou deveria ser; e com isso, toda a subjetividade e ônus prático que a questão acarreta. Tá confuso né? Vou explicar.

Eu sempre fui muito moleca. Pouca frescura, afoita, com habilidade física aguçada, corajosa (beirando tendências suicidas) e aventureira. Passei a vida com as pernas emperebadas e os joelhos ralados (essa parte não mudou, mesmo beirando os 30). E isso me possibilitou uma ótima circulação entre os seres de Marte, aqueles do sexo masculino. Mas um excesso de sensibilidade nunca me impediu de circular muito bem entre as meninas, o que fez de mim uma abençoada criatura de muitas e boas amigas das mais variadas linhagens, pra todo tipo, todo gosto, todo jeito; e principalmente uma boa ouvidora de suas histórias. Tive uma sorte medonha nesse aspecto.

Cresci rodeada de grandes mulheres. Dona Zeza, a mãe desta humilde escrivinhadora que vos fala, tem defeito a dar com o pau, mas tinhosa e valente é ela. Minha irmã, já falecida, era alguém com uma postura bem à frente do seu tempo; independente, linda, trabalhadora e com uma personalidade, diria, peculiar e nada discreta – qualquer semelhança é mera definição genética. A maioria das mulheres que me rodeiam têm também um pouco desse perfil. Elas são independentes, lindas, inteligentes. Muita opinião, informação e vida social. Usam roupas que acham que devem usar, exercem livremente a sexualidade, exageram nas botas e no vermelho do batom e se intrometem nas conversas balizadas com muito entusiasmo, seja sobre carros, economia, política ou esmaltes e promoções de sapatos. Isso tudo porque perceberam que não existe contradição alguma entre ser linda, inteligente e bem sucedida.

Esse comportamento não brotou nas trevas do além. Ele tem um motivo de ser totalmente antropológico. Enquanto em um passado recente as mulheres ainda eram criadas para serem donzelas do lar, terem um esposo macho-alfa provedor, parir, cuidar da cria e morrer sem ter orgasmos; uma geração inteira delas – ainda que não se autodenominem feministas – foi criada com base em princípios feministas de igualdade de gêneros, iniciados timidamente no início do século XX, mas popularizados somente entre 1960 e 1980, com a famosa revolução sexual e aquela maldita queima de sutiãs em praça pública, lembram?

Sejamos práticas: a minha mãe, por exemplo, é uma linda criatura machista e sonhou a vida inteira em me ver de branco em um altar, fez das tripas coração para que eu entrasse em uma faculdade, estudasse e tivesse minha independência financeira (possivelmente para não cometer o mesmo equívoco fez justamente o oposto). Assim como eu, as minhas amigas vivem a mesma peleja (aquelas todas lindas que me referi) e mais uma pá cheia de mulheres, que cresceram dentro de outro contexto cultural.

E a questão é: Você aí, que tá dizendo #mimimi lá vem Manuella com as feminizes dela, sinto muito informar, mas também é feminista. Porque esse direito de escolher com quem você vai transar, de discutir política na mesa de um bar tomando cerveja e sair no dia seguinte pra trabalhar – que te parece óbvio – não seria tão obvio assim se não fossem as chatas das feministas aperreando e batendo na mesma tecla durante anos e anos. Sem elas você poderia ir e para a fogueira ou sofrer apedrejamento. Como ainda acontece em algumas instâncias geográficas.

Onde eu quero chegar com esse arrodeio todo? No grande problema que pode extinguir definitivamente a raça humana (isso foi uma piada hiperbólica): O velho paradoxo das relações homem mulher, e o grande –se não maior – equívoco histórico disso tudo. O responsável por esse pagode todo esqueceu de avisar que os homens também precisavam participar deste processo de transformação.

Perceba. Enquanto temos um exército de mulheres filhas dessa transformação; os homens continuam exatamente no mesmo lugar. Sendo criados da mesma maneira, com a mesma perspectiva de trabalhar para ser provedor macho-alfa ache buscar uma esposa-padrão para ser a mãe de seus filhos; com cara de boneca, que fale baixo, cruze as pernas ao sentar e lembre algo próximo ao desejado troféu/taça do Brasileirão de 1987. Essa contradição histórica resulta em um processo duro de construção dos novos relacionamentos.

A conclusão é que a maioria dos homens não tem o psicológico preparado para receber essa ‘nova mulher’ nas suas vidas. Ele pode se aproximar, tentar, iniciar, dar o start, mas num dado momento… somem – pelas experiências vividas e ouvidas. É muita informação para apenas uma unidade de mulher. Bonita demais, inteligente demais, interessante demais, independente demais. Veste-se bem, mora só – ou não, não faz diferença – algumas têm filhos, vida de adulto, trabalha, sustenta, faz tarefa e feira. Bota o salto e tem a gargalhada muito alta, dessas que engole o mundo.

E então, antes que ela termine de contar a própria história, quando pisca o olho, aquele homem lindo (alguns até mais evoluídos, trabalhados em baixos índices de machismo) que até cinco minutos atrás estava super interessado – e muitas vezes, realmente falava a verdade quando dizia que te achava uma mulher maravilhosa-, já desapareceu. Por receio, insegurança, covardia ou preconceito (ou todas as alternativas). No dia seguinte você vai pagar uma conta no caixa eletrônico do shopping e o encontra de braços laçados com uma Barbie, como num desfile de apresentação da sua dama à sociedade. (Que fique claro: isso não é o relato de uma experiência particular, mas uma teoria formulada com base em centenas de histórias – centenas – ouvidas atentamente no meu Recife afora).

Mas ora, porque o drama se as tais moças são assim tão independentes? É que justamente essa mesma antropologia mostrou a essas moças – nós – que além de conseguirmos ser bonitas e inteligentes em um pacote só; também não era pra existir contradição em ser independente e moderna e viver um amor, uma bela história, dividir momentos com alguém. E por mais desenrolada que seja, ninguém está livre do sentimento de frustração da expectativa, da saudade e da consideração e responsabilidade com o sentimento cativado.

Não confundam independência com frieza e falta de coração. Dou garantia. Elas não querem transformar vocês, homens, em príncipes encantados, não esperam cavalos brancos e menos ainda que você a leve para o altar vestida de branco. Ela só precisa sentir-se amada do jeito que é, sem precisar entrar em crise existencial, reprimir-se ou se submeter a um processo de mutação de mulher de verdade à princesinha de cristal.

  • Lucas

    Muito bom. Parabéns pelo texto. Vou compartilhá-lo.

  • Machista=D

    Na verdade, ate o machismo esta mudando…ex: Eu =D, sou machista e na parte chata que nao muda, controlo a roupa que a minha namorada usa, nao gosto que ela use cores extravagantes, nem batom(de nenhuma cor) principalmente vermelho, nada de esmalte de cor escura, nunca namoraria com ela se ela fosse rodada* e/ou tivesse um filho com um ex-namorado qualquer. Ela TEM QUE saber cozinhar, limpar, passar roupa e cuidar dos futuros filhos, alem de pegar uma cerveja para mim na cozinha, quando solicitada…e a minha namorada faz tudo, por isso ela ta namorando 😉

    *Como a maioria dos homens em geral e TODOS OS MEUS AMIGOS, antes de namorar, fiz uma pesquisa na sua reputacao, procurei saber quem a pegou/comeu, se ela era facil, fui atras de amigos homens em comum que pudesse me dar uma real avaliacao do tipo de mulher que eu estava comecando a me interessar, e apos ela ser aprovada nessa pesquisa, comecamos a namorar =D.

    Parte nova, soh considero uma noite de sexo boa, se a minha companheira gozar no minimo uma vez, coisa de macho alfa que quer satisfazer sexualmente a sua femea, enaltecendo seu orgulho macho! Deixo e ate isentivo minha mulher a sair com as amigas para tomar uma cerveja e botar as fofocas em dia. Nao namoraria uma mulher que NAO fosse chegada numa cerveja ou em uma bebida alcoolica e tambem procuro uma mulher independente, que ganhe seu salario e que consiga viver muito bem sem o meu dinheiro. Inteligencia eh afrodisiaco e raro de achar, minha namorada alem de estudar em uma universidade publica, ja eh concursada nivel medio e esta se preparando para comecar a estudar p concursos de nivel superior (quando se formar). Por todas essas qualidades, logico que eu ja quero casar com ela!

    Faco questao de levar minha namorada ao altar, fazer um casamento tradicional, com ela toda de branco e atender todos os seus caprichos de noiva. Mas o golpe de mestre eh justamente, gostar que a mulher tenha seu dinheiro e sua independencia, mas nao deixar ela pagar nada! Sou eu que pago nossas viagens, jantares e afins! Dei de presente de aniversario p ela, uma viagem romantica a 2, com tudo pago, jantares, passeios, pontos turisticos, dei um anel de compromisso em um lugar romantico, depois de um discurso falando o quanto a amo(sim, a amo MUITO!) e eh por isso que nos vivemos muito bem!

    Todas as feministas que eu conheco na verdade sao sexistas, querem todos os direitos que os homens tem, mas nao querem os mesmos deveres. Tudo relacionado a romantismo EH MACHISTA, todo romantico trata a mulher como o sexo fragil, que nao tem condicoes de trabalhar para pagar sua conta de restaurante, nao tem condicoes fisicas de abrir a porta do carro, que sao lindas, cheirosas e frageis como flores e doces como chocolates. No machismo tem muita coisa ruim p as mulheres, mas tem coisa boa tambem, e se voce quer um romantico vai ter que se submeter ao seu macho alfa!

    Logico que se vc for parte de uma minoria feminista de verdade, vc nao vai querer um cara romantico que pague a conta do motel. Mas tenha consciencia que voce eh isso, uma MINORIA, e que a maioria das suas amigas que concordam com seu papo feminista, na verdade elas sao sexistas. Soh querem a parte boa do feminismo, na maior parte das vezes, elas apenas gostariam de sair dando para qualquer um e nao serem consideradas “putas”, mas ainda correm atras do cara que paga a conta.

    Pesquisa que comprova isso:
    http://www.youtube.com/watch?v=MSoRWyx2uV0

    ps: Se estiver curiosa(claro que esta) para saber se tudo que eu escrevi eh verdade, me manda um e-mail, eu te mostro no face =*

  • Patrícia Sampaio

    Machista, vc e sua namorada foram feitos um para o outro. Ela continua aceitando ser oprimida (como a maior parte das mulheres, que acha que ‘é o certo e isso nunca vai mudar’), e vc continua achando lindo ser um opressor. Só que é interessante como ‘machos alfa’ (como você, que pensam que o são heheh) não são tão machos assim a ponto de se identificarem. Covardia tem íntima relação com machismo ‘semi’-assumido. Se tem coragem de comentar isso, por que não se identifica? Não, meu bem, romantismo não tem relação com machismo e, no dia em que você namorar uma feminista (o que eu duvido que aconteça, porque ELA nunca vai conseguir sentir tesão por um cara como você) você vai perceber os absurdos que comentou. Pena da sua namorada, que pensa que é feliz e não enxerga a submissão à que é levada. Pena de você, que também não enxerga que o machismo também é péssimo para vocês também, homens. Beijo no seu coração. E boa sorte no seu futuro casamento padrão. :***

  • Patrícia Sampaio

    Ah, só pontuando, é exatamente essa mesma sensação de poder que você acha que tem sobre ela que, um dia, fará com que haja a possibilidade de você (aparentemente incapaz disso) fazer parte dos homens que, a cada 2 minutos no Brasil, agridem uma mulher ‘vadia’, quando (e se) ela se cansar de tanto sufocamento e resolver dar um fim à relação ou te colocar um belo par de chifres. Cuidado para não fazer parte da triste estatística brasileira por causa do ‘orgulho de macho ferido’. Porque opressão é foda, ninguém aguenta muito tempo não, por mais que aparente ser feliz com isso, pode ter certeza. Esteja preparado para as possibilidades que virão em consequência de seu comportamento travador da liberdade alheia. Boa sorte no seu futuro casamento padrão. :***

  • Andrezza

    Que rídiculo esse comentário de cima! aff….
    fio, nós mulheres queremos todos os dieitos e deveres!
    mas oq nos torna melhores é que os nosso deveres sempre ultrapassam os deveres dos homens!
    pq além da casa, trabalho, preocupações, temos os nossos filhos que a maioria dos homens nem olham…
    chegam do trabalho e caem no sofá e esquecem deles… cadê o seu dever agora cara pálida???
    afff vai crescer e tirar o fedor do mijo!
    hunf……….

  • REBECA BARRETO

    Meninas, achamos o rapaz do paragrafo 10!
    So pode ser ele!

  • Leonardo Gibson

    Adorei o texto Manuella! Confesso que estou inserido numa cultura machista e não poderia ser hipócrita em afirmar um total desprendimento dessa tradição. Concordo com a “desvolução masculina”, pois os homens ainda engatinham quando o assunto é o feminino. Esse ser másculo e viril limita-se nos complexos dessas feições e esquece de desenvolver a face feminina que o tornaria único também. É natural que a mulher moderna, mais próxima do completo, do inteiro, sinta dificuldade em encontrar alguém que se afine a sua sedutora independência. O orgulho extravagante do homem parece não admitir – e por isso reprime – a ascenção exponencial da mulher moderna, mas fica nítido que competir com as mesmas é uma desvantagem para eles.
    Esst semana em meu apartamento quando conversávamos (eu, minha mãe e o encanador) critiquei a postura de uma mulher que quando acionada para tomar algumas medidas breves sobre o seu apartamento por telefone, entregou nas mãos do marido a responsabilidade que ela poderia sanar. O encanor olhou-me meio enviesado e concordou com a postura da mulher dizendo que na casa dele também era assim. Segundo ele, há coisas que só o homem pode fazer e ele pedia para sua esposa que qualquer aperreio na casa deles “a filhinha” deveria esperá-lo para, então, resolver o problema. Mas esse não é o exemplo de mulher moderna!

  • Machista=D

    Nobre Patricia, meu machismo eh assumido, soh nao acho necessario assumir aqui, mas quem me conhece esta cansado de saber o que eu penso sobre esse e outros assuntos. E ao contrario do que voce diz, TODO ROMANTISMO EH MACHISTA SIM!!! Todos os exemplos de “gentilezas masculinas” e romantismo, vem da ideia que a mulher eh um ser fragil, indefeso, sem condicoes de se sustentar, e que precisar ficar debaixo da “asa masculina”, quando mulheres cobram mais romantismo masculino, elas querem machismo. Uma mulher machista espera que homem tome a iniciativa de trocar o pneu do carro dela, espera que o homem pague a conta no primeiro encontro(como mostra a pesquisa no comentario anterior), acha um absurdo quando ela quer fazer sexo e seu companheiro responde que nao, pq esta cansado. Feminismo cobra o direitos(e deveres) iguais! E ser igual eh ALISTAMENTO MILITAR OBRIGATORIO PARA MULHERES tambem! Eh sempre rachar a conta do restaurante e do motel, eh gostar de um homem que NAO tente defende-la fisicamente em uma situacao de necessidade! E varios outros exemplos que nao acho necessario sair pontuando e por favor, nao tente quebrar cada exemplo especifico pois eu soh estou usando para mostrar uma ideia geral.

    Nao confundam um vagabundo com um macho alfa, um homem que chega do trabalho senta no sofa e fica fazendo porra nenhuma na frente da tv, enquanto a sua mulher se fode na cozinha eh UM VAGABUNDO, nao um macho alfa, um cara que bate na mulher eh um BOSTA, nao um macho alfa, um cara que nao cuida dos filhos, eh um MERDA!

    Olhem os exemplos na natureza, vejam o conceito de macho alfa la!NO GERAL, voce ve na natureza os machos batendo nas suas femeas???NAO!!! NO GERAL, os machos de verdade dao todo o apoio e todas as condicoes para suas femeas viverem bem, felizes, cuidam da saude dos filhos, da seguranca da familia, do alimento para todos e dao a vida para proteger a sua familia de qualquer tipo de ameaca! Na natureza o papel do macho e da femea sao bem definidos e isso funciona muito bem, claro que somos seres humanos, racionais e blablabla, mas inegavelmente somos carne, osso e instinto! Nao devemos ser radicais, um cede de um lado o outro cede de outro. Eu mesmo nao sou radical, quando vejo minha mulher cansada me ofereco para lavar os pratos, sou um desastre na cozinha, mas as vezes surpreendo minha femea cozinhando algo(um sanduba queimado, um ovo frito com casca, um macarrao papa com queijo, neh tao ruim nao, ele curte quando faco algo) e adoro criancas, vou ser um pai babao ao extremo, limpo o coco dos meus cachorros, nao vou limpar do meu filho?por favor, claro que vou.

    MMMAAAASSS…nao esquecam tambem que o macho alfa, quer a melhor femea da matilha/bando/grupo e que NO GERAL as caracteristicas que atrai o homem nao sao iguais as que atrai a mulher, entao as que afastam o homem de uma mulher tambem vao ser diferentes! Eh o conselho que eu sempre dou para as maes solteiras, PROCURE UM HOMEM QUE SEJA PAI SOLTEIRO, por que, NO GERAL, os homens querem constituir uma familia(em algum momento da vida), e nao queremos ser a segunda familia(padrasto) da nossa primeira familia. Mas se o cara ja teve sua primeira familia, nao vai ser importar em comecar uma segunda com uma mulher que vai para a segunda tambem. Mulher rodada, nossa…NO GERAL, essas nem os machistas, nem os feministas querem, quem tem algo serio com elas, normalmente eh um cara que nao tem nocao do quao rodada ela eh, pq se tivesse, nao estaria com ela. “ah machismo idiota”, “liberdade sexual”, “bla bla bla”, sempre respondo isso para as feministas assim: “Quando voce dorme com varios, isso eh liberdade sexual, eh mulher moderna, eh mulher independente e decidida….mas quando eh aquela menina que vc nao gosta que dorme com varios, voce chama ela de puta, vagabunda, biscate e etc…e aquela menina que vc odeia, te odeia tambem, entao PUTA eh sempre a OUTRA”

    ps: Macho alfa nao eh homofobico, na verdade nao tem absolutamente nada contra gays, pq homem com homem eh competidor a menos, ou seja, sobra mais mulher pra a gente e mulher com mulher eh feitiche! =*

  • Machista=D

    Outra coisa Patricia, marcha das vadias eh a coisa PERDA DE TEMPO da historia!!! Pq a intencao eh boa, a idologia eh boa, mas eh completamente INEFICIENTE!!!Ja que NENHUMA MULHER vai deixar de ser estrupada por causa de nenhuma manifestacao, nem agredida, ja que estupradores e agressores sao MONSTROS, que tem PROBLEMAS MENTAIS e nao vao ser afetados com esse tipo de marcha. E que por sinal sao MINORIA ENTRE OS HOMENS, vc nao gosta de estatistica? pesquisa qual eh a porcentagem de homem, homem nao, CRIMINOSO que comete violencia contra sua mulher!

    Nem vai afetar machista como eu, pq convenhamos, o que voce acha que eu penso quando vejo mulheres andando usando roupas sensuais ou top less? ADORO!!! hauhuahuahau Nao sendo a minha mulher andando no meio da rua eu, ADORO!!! Todos os protestos femininos deveriam ser top less!!!VIVA LA FEMEN!!!Ate pq se a mulher eh gostosa e anda sem blusa, sinceramente, eu nem reparo no cartaz, soh olho os peitos e se a mulher for feia, ai eu nao olho nem o peito nem o cartaz, vou procurar a gostosa!!! No proximo protesto faz uma selecaozinha em quem anda sem roupa e quem anda vestida para ficar legal na foto!

    Pode chamar de idiota, o choro eh livre!

    deixo vcs com essa bela musica!

  • Machista=D

    Porra, cheio de erro esse ultimo meu comentario, malz ai!

    marcha das vadias eh a MAIOR PERDA DE TEMPO*

    Estuprada*

  • Patrícia Sampaio Carvalho

    Primeiro, faz-se necessário um esclarecimento semântico:

    1. Machismo: Atitude ou comportamento de quem não admite a igualdade de direitos para o homem e a mulher.
    2. Machista: Relativo ao machismo; Pessoa adepta do machismo.
    3. Feminismo: Movimento iniciado na Europa com o intuito de conquistar a equiparação dos direitos políticos e sociais de ambos os sexos.
    4. Feminista: Pessoa partidária do feminismo.
    5. Gentileza: Qualidade de gentil. 2 Ação nobre, ilustre, distinta. 3 Valor, esforço, valentia. 4 Cortesia, delicadeza, urbanidade. 5 Agrado, galantaria, garbo, maneiras graciosas. 6 Elegância, nobreza de porte; donaire.
    5. Romantismo: 1 Escola literária, nascida na Alemanha, que pôs à margem os processos clássicos e se dedicou às tradições nacionais que andavam esquecidas, tomando como objeto das suas produções as lendas e acontecimentos medievais, assim como as narrativas, tanto reais como imaginárias, do Norte e do Oriente, deixando de parte o ideal politeísta de que estava impregnado o classicismo e instituindo como base a liberdade na literatura. 2 Sistema dos escritores e artistas românticos. 3 Caráter de romântico ou romanesco.

    Portanto, não confunda as coisas. É muito feio pra você se auto-entitular como “machista” quando, na verdade, você quer dizer que é gentil. O machismo é uma cultura de opressão. Nós nascemos (homens e mulheres) nesta cultura, portanto, é bastante natural que existam muitas (mas muitas mesmo) mulheres machistas, que continuam perpetuando essa cultura através da educação de seus filhos. Que continuam julgando as que estão ‘fora do padrão’. As mulheres são condicionadas, desde que nascem, a entenderem que a vida só tem sentido se ela arrumar um homem para lhe suprir (por isso elas ‘competem’), e muitas não fazem ideia da possibilidade de libertar-sem disso. Muitas não QUEREM essa liberdade e não querem questionar essa cultura, porque têm noção de que, fazendo isto, serão automaticamente ‘marginalizadas’ por essa sociedade. Porque, não esqueça, as mulheres são condicionadas desde crianças a obedecerem a essa cultura, para não ficarem ‘mal-faladas’, o que impediria o final feliz, que, para elas, só tem relação com o casamento. Muitas se ACOMODAM com essa cultura e aceitam passivamente a submissão, acreditando que sua segurança só pode ser fato se ela tiver um homem junto para provê-la e protegê-la. Muitas não fazem ideia da própria capacidade de conseguirem andar com as próprias pernas e tomarem as suas próprias decisões, porque nunca lhes foi dada essa possibilidade e elas não querem sair do que lhes foi imposto como mulher.

    O grande problema do machismo é fazer as pessoas acreditarem que o homem é um ser superior por ter mais força física e por portar um pênis (Freud explica esse lance do ‘falo’, com o qual não concordo). Então, quando vc se refere a GENTILEZAS como a de trocar o pneu de um carro, ela foi condicionada ao machismo baseado na força física, mas isso não quer dizer que mulheres sejam incapazes de fazê-lo, como eu mesma já o fiz algumas vezes.

    E, por mais que vc não faça parte deste grupo, esse lance da ‘superioridade pela força física’ é que leva ao estupro. A falta de limite colocada nos meninos quando crianças com relação às mulheres (eles ouvem muito “prenda sua cabrita que meu bode está solto!) também ajuda. Um temperamento violento é a cereja do bolo. E não se iluda, homens como você, aparentemente tranquilos e igualitários, muitas vezes estupram suas esposas. O estupro não é única e exclusivamente o sexo forçado por um estranho. O estupro é SEXO SEM CONSENTIMENTO, e eu conheço MONTES DE MULHERES que foram estupradas por seus maridos amorosos e gentis, sem violência física envolvida, mas com uma violência emocional e psicologica terríveis para elas. Porque, simplesmente, não tiveram coragem de dizer NÃO TÔ A FIM e o cara deu uma ‘de doido’. Elas se submetem porque acham que é ‘papel de mulher ceder ao homem quando ELE quiser. Sabia que isso é estupro? Se não sabia, leia um pouco mais a respeito, procure depoimentos, tem muito material relacionado à violência psicológica a que a mulher é submetida.

    Quando você se refere aos deveres, vou me deter apenas nesse danado desse alistamento militar obrigatório para homens, tenha consciência de que isso é uma imposição da cultura machista (se você acha ruim, não diga que é machista!), justamente pelo fato de acharem que as mulheres são incapazes de defender a Pátria. Sabe o que o feminismo diz sobre isso? Que o alistamento não deveria ser obrigatório para ninguém, mas que, já que é, que fosse obrigatório para as mulheres também, isso é o justo! Você sabia disso? O que acontece é que as mulheres que querem seguir carreira militar têm uma dificuldade imensa por causa disso.

    Outra coisa importante a colocar nesse debate, se vc acha mesmo que é importante uma divisão igualitária nas tarefas domésticas e na criação dos filhos, eu tou quase te chamando de feminista. 🙂 Mas não posso fazer isso, porque você mesmo faz questão de se auto-entitular com “Machista”, ou seja, tá queimando seu filme de graça, cara! E sim, esse cara que não divide essas responsabilidades é machista, não é necessariamente um vagabundo (afinal, ele passou o dia trabalhando e não considera que a mulher também, na maioria da sociedade,e ainda tem que dar conta de filhos e casa à noite), ele acha que essas são funções exclusivamente femininas, porque ele foi criado para acreditar nisso. E a mulher que o faz, da mesma forma, foi criada para obedecer a estas regras. Todos, os opressores e os oprimidos nas questões de gênero, são produtos do meio, da cultura em que crescemos. E a luta interna contra isso tudo é diária, vá por mim, palavra de feminista. Não baseie a sua própria experiência pessoal como o que acontece por aí, porque não é assim que o bonde tem andado pro lado da mulher.

    Quando você fala em “macho-alfa” baseado na natureza, vai perceber que as ‘fêmeas-alfa’ também têm suas funções distribuídas. O melhor exemplo é o do leão, em que a leoa vai à caça e é responsável pela alimentação do bando, muitas vezes. Mas estamos falando de seres humanos, não temos muito como comparar o comportamento animal, porque ele NÃO sofre influências culturais que os seres humanos sofrem, tais me entendendo? Não tem como excluir esse fato do debate, afinal, estamos falando de uma cultura e a influência dela no comportamento das pessoas! E olhe que eu sou a maior defensora do ‘ser humano-bicho’, acho que não podemos ter vergonha de sermos animais e assumirmos nosso lado bicho sempre que possível, principalmente em processos fisiológicos, como sexo, parto e amamentação, por exemplo.

    Achei lindo quando você disse que “Nao devemos ser radicais, um cede de um lado o outro cede de outro. Eu mesmo nao sou radical, quando vejo minha mulher cansada me ofereco para lavar os pratos, sou um desastre na cozinha, mas as vezes surpreendo minha femea cozinhando algo e adoro criancas, vou ser um pai babao ao extremo, limpo o coco dos meus cachorros, nao vou limpar do meu filho? Por favor, claro que vou.” Então, meu querido, a partir de hoje, procure evitar colocar a frase “Eu sou machista” assim, tão escancaradamente, porque você pode ser tudo, mas não está enquadrado na definição desse termo. É só olhar o dicionário e qualquer texto de ciências sociais. Machismo NÃO é a mesma coisa que GENTILEZA, definitivamente. Um amigo meu falava que acreditava num tal de “machismo fundamental”, quando ele foi à Marcha das Vadias e ouviu os depoimentos de mulheres que foram agredidas PELA CULTURA MACHISTA, ele percebeu que não era bem isso que ele queria dizer. Ele só queria dizer que era gentil. E gentileza não tem gênero, do mesmo jeito que você é gentil com as mulheres, pode ser com seus amigos homens, tenho certeza de que eles não duvidarão da sua masculinidade se vc ajudar algum a trocar o pneu do carro (mesmo que ele não aceite hehehe).

    O que eu não acho legal mesmo é que você saia disseminando ideias erradas a respeito das coisas sem um conhecimento mais profundo sobre o significado das palavras, porque poxa, cara, assim você pode confundir quem ler seus comentários! Se você se assume machista e é feliz com isso, e se sua namorada não liga também, isso é com vocês. Mas não venha confundir tudo, isso não é muito ético para um homem que, aparentemente, parece ser um cara de bem.

    Quanto à marcha das vadias ser inútil, não concordo. Ela cumpre o principal papel de uma manifestação popular, que é da questionar a realidade vigente, fazer as pessoas pensarem a respeito, inclusive dos seus próprios comportamentos. A mudança proposta é a longo prazo, sabemos que não se muda uma cultura de uma hora para outra, mas, para essa mudança acontecer, é preciso que um grupo venha e faça barulho para mostra a todos que nem todo mundo vive em um conto de fadas e que sim, as mulheres continuam sendo estupradas e culpadas (quando são vítimas, na verdade) por sofrerem essa violência a partir de roupas e comportamentos rotulatórios.

    Um abração para você. Espero que tenha tido paciência para ler tudo (mas tua mensagem também foi gigante, não tinha como a minha resposta ser menor hehe)

  • Patrícia Sampaio Carvalho

    Para reflexão não apenas do machista assumido, mas de todos:
    http://blogueirasfeministas.com/2012/07/prudence-e-a-fetichizacao-do-estupro/

  • Malu Freitas

    É muito bom ser bonita, forte, sem frescura e saber que “Incentivo” é escrito com “C”…

  • Machista=D

    PATRÍCIA, muito obrigado pelo “elogio”, mas foi como eu postei no meu primeiro comentario, os conceitos de machismo estao mudando! Essas teorias que vc colocou ja estao ultrapassadas, nem o machista moderno eh assim, nem a feminista moderna eh assim tambem, ate pq em questao legal, as mulheres ja tem os mesmos direitos do homem(tem ate direitos a mais que os homens)! O conceito de romantismo que voce colocou nao fala se eh ou nao intimamente ligado ao machismo, mas sabemos que eh, e o conceito de gentileza eh interferido por esse romantismo e machismo, eu pedi para voce nao rebater exemplo justamente pq vc poderia dar um que nao se adequasse ao que eu quis dizer, e eu responderia com outro, ai ficariamos trocando miudos aqui, mas o exemplo do pneu, blz, vc tem razao.

    Em relacao ao alistamento militar obrigatorio para homens, eu nao acho ruim, na verdade eu concordo que seja apenas para homens, mas questiono as mulheres que se dizem feministas por nao quererem isso! Por isso que eu disse no primeiro comentario tambem, que a maioria ESMAGADORA das mulheres que se dizem feministas na verdade sao SEXISTAS, soh querem a parte boa, nao querem a parte ruim, e ainda digo mais, a maior parte das que se dizem feministas, nao estao nem interessadas na ideologia feministas, elas apenas querem sair dando para todos os homens sem serem consideradas putas, que eh apenas um detalhezinho no feminismo.

    O “Neo Machista” tem muitas diferencas com o antigo, que homem hoje em dia exige que sua mulher seja virgem para poder se casar com ela? No geral, nao queremos isso! Que homem quer que a sua mulher seja dona de casa?No geral, tambem nao queremos isso! Qual homem nao se preocupa em satisfazer sexualmente sua mulher? Muitos conceitos antigos cairam por terra! E falo em relacao aos homens da minha geracao, abaixo dos 30. Por isso gosto da denominacao “macho-alfa” para falar do novo machista.

    Tenho uma empregada domestica(pagando TODOS os impostos, vale salientar), pretendo continuar com ela mesmo apos casado, mas acho importante que uma mulher saiba: cozinhar, lavar e passar, e uma mulher que nao sabe essas coisas ja perde pontos de cara cmg, e com os homens que eu conheco tambem! Tenho tambem, que perceber qualidades de mae na minha namorada, claro, como vou imaginar uma esposa que nao saiba cuidar dos meus pequenos ESPARTANOS! Nao quero uma virgem, mas tambem nao quero uma puta, e a parte do “mal-falada” conta MUITO, todos os homens que eu conheco quando quiseram comecar algo serio com uma mulher “baixaram a ficha” dela com a galera, e eu e meus amigos ja acabamos um namoro de um grande brother com uma menina, pq 4 conhecidos ja tinham comido ela e todos acham que ela era vagabunda!

    Conheco bem a teoria do “falo” de Freud e tambem da importancia da “castraçao” na infancia. Nao entendi bem a parte do estupro que voce escreveu, pq pelo que eu entendi, vc esta dizendo que qualquer vez que a mulher fez sexo com seu homem sem vontade apenas para agrada-lo deve ser considerado estupro? Se a resposta foi “sim”, por favor neh?! Se fosse assim, todas as vezes que o homem foi jantar com a sua sogra sem vontade soh para agradar sua femea seria considerado VIOLENCIA GRAVE, LESAO CORPORAL COM REQUINTES DE CRUELDADE! hehehehe! Em um relacionamento DE VEZ EM QUANDO, todos devem fazer coisas que nao querem apenas para agradar seu companheiro(a), faz parte.

    Nao falei que as funcoes tinham que ser igualitarias, falei que tinham que ser BEM DEFINIDAS, e isso vai depender de cada casal, vai ter casal que vai funcionar como no caso dos leoes, ja outros nao! O importante eh estabelecer regras que os dois concordem! Um macho alfa tem sua familia como prioridade, esse negoco de arrumar emprego que trabalha muito, que faz hora extra e nao eh presente no lar, eh coisa de macho BETA, normalmente os ALFA fogem desse tipo de emprego e tem capacidade de arrumar cargos melhores, seus filhotes e sua femea tem devem se sentir bem e reconhecer o cheiro do macho lider dentro de casa!

    Me considero machista tambem, pq acho que EU, como HOMEM, tenho o DEVER de ser o chefe da familia, a ultima palavra tem que ser a minha! Mas isso tem que vim com a consciencia que como lider, tenho que dar o exemplo, ser um pai presente, amoroso e etico, um marido dedicado e respeitoso, para que eu possa ter a MORAL de dar a ultima palavra e ser seguido. Isso inclui CEDER, abrir mao de algumas coisas para a satisfacao da familia. Lembrando que ser lider nao eh se sentir superior ao outro, nem tratar com inferioridade ninguem.

  • Machista=D

    Complementando…

    Sei que existe as “femeas-alfa”, na verdade conheco algumas muito bem, hehehe, minha irma e minha prima sao o PERFEITO exemplo de mulheres dominantes, sao elas que ditam as regras! E EU NAO TENHO NADA CONTRA! Soh nao serve para mim, e tambem nao me acho superior ao meu cunhado, apenas eu posso dizer que sou machista e ele nao!

    As mulheres dominantes existem, sao minoria mas existem, e esse tipo de mulher tem que saber o tipo de homem que aceita ser dominado para nao procurar errado. Curiosamente, quando uma femea-alfa e um macho-alfa se encontram tendem a ser um casal OTIMO na cama, mas que soh briga fora dela!

    um abraco para voce e para todas as outras femeas!

  • CamilaR

    Parei no insentivo. Kkkkkkkk
    Mas minha gente, taí uma discussão boa de se ler, cheia de generalismos e estereótipos. Por isso, sou devota da justiça para todos os seres, incluindo as plantas e os animais.

  • Igualdade

    As mulheres que acreditam fielmente na (des)evolução masculina, deveriam pensar -seriamente- em iniciar uma relação homossexual.

    Detalhe: a maioria das mulheres que reclamam dos homens, estão sem parceiro, fato que corrobora a teoria de que são homossexuais no armário. O mesmo acontece com machistas, que são baitolas ainda não assumidos, que exteriorizam este medo de se expor, imponto uma pseudo-superioridade as mulheres e pregando a homofobia em alguns casos.

    A pseudo-feminista (aqui tachado assim, as mulheres que pensam serem superiores aos homens) e o machista, são farinhas do mesmo saco. Elas, irão sempre reclamar do sexo oposto, pois homem que se preze não aguenta este tipo de mulher, nunca firmarão união com um homem de verdade. Eles, irão apenas conseguir mulheres sem identidade, submissas, nunca terão uma mulher de verdade ao seu lado.

    Seres humanos são diferentes entre si, alguns mais, outros menos evoluídos. Homens e Mulheres são iguais.

  • Patrícia Sampaio Carvalho

    É, Machista, não tem jeito não… Até tive uma esperança, mas vi que você REALMENTE é machista, e tá inventando palavras novas que não existem para justificar que é um ‘machista diferenciado’… Tem essa não, machista se acha superior e domina pela força um dia. Quero só ver no dia em que você levar um chifre de sua mulher (aparentemente submissa, mas nunca se sabe o que poder de uma revolta causada pela castração e dominação pode fazer). Pela sua descrição, é fácil perceber que você é um machista que pode ser um agressor em potencial. Porque vc considera que sua namorada/noiva/esposa é uma propriedade sua, é uma ‘coisa’, no fundo, bem lá no fundo, vc acha isso. E isso é que leva à agressão quando o “macho-alfa” é contrariado pela desobediência de sua propriedade. Espero MESMO, do fundo do meu coração, que sua mulher nunca se rebele. Pro bem dela, e pro seu também. Um abração, sejam felizes, mas pode ter certeza de que VOCÊ vai ser muito mais feliz que ela com esse tipo de relação dominante.

  • Patrícia Sampaio Carvalho

    Machista do cééééu, olha o post que apareceu hoje na minha mão!!! Adivinha de quem eu lembrei IMEDIATAMENTE?!!!
    😀 Cuidado pra não colocar o chapéu, visse? 😉

    http://www.bodega.blog.br/anacronicas/o-chifre-o-corno-e-outras-politicas/

  • Clarissa

    Genteeee. … quanta bla bla bla. …. meu namorado é um perfeito cavalheiro. … Faz tudo o que eu quero. … divide todas as tarefas. … acredita e pratica a igualdade de direitos. É um macho maravilhoso e me faz gozar o quanto eu quiser. E eu o respeito. Tem muito homem que valoriza a mulher dominante. Desencana de homem machista e segue a vida com aqueles que te respeitam como ser humano livre e independente. Valoriza aquele que te valoriza como mulher. Seja feliz!