A Santa Poesia da Mulher Amada

A mulher amada
é uma fadinha boa.
A mulher amada
é uma pombinha.
A mulher amada
é o próprio céu
bordado de anjinhos
e anjinhas
e purezinhas
e belezinhas.A mulher amada
não tem nada feio.
A mulher amada
não faz nada feio.
E o peito
da mulher amada
é seio.

A mulher amada
minha namorada
não peida
não caga
e não dá mijada.
A mulher amada
quando mija
é só refresquinho
de graviola.

Ó mulher amada
flor da minha vida:
tu és uma santa
cagada e cuspida!

  • Camila

    Marcelo, adoro essas linhas e entrelinhas!
    =]